Construir e reformar na EVA

Posted on 17/09/2008 por

0


Aumentam as construções na Estrada Velha do Aeroporto

por Lionara Oliveira

[lionaraoliveira@gmail.com]


O sonho de construir ou reformar a casa própria ficou ainda mais fácil para os moradores da comunidade de Nova Brasília. Com a variedade de lojas de materiais de construção e a facilidade no financiamento desses materiais, os moradores que através de créditos das próprias lojas e financeiras, estão vendo seus sonhos virar realidade.


Segundo a Associação Baiana das Entidades de Créditos Imobiliário e Poupança, (ABECIP-Ba) apesar do aumento dos preços dos materiais de construção, os financiamentos aumentaram aproximadamente 131,1% em janeiro deste ano, o maior percentual registrado no mesmo período do ano passado. “O resultado é satisfatório sendo que o primeiro mês do ano é destinado a saudar as dívidas com educação, férias, IPTU, IPVA e dentre outras”, disse José Pereira Gonçalves, técnico da ABECIP.

De acordo com os dados da ABECIP-Ba, os financiamentos imobiliários com recursos da poupança devem fechar até o final do ano um valor estimado de R$ 16 bilhões, equivalentes a 180 mil unidades. Esta é a previsão da ABECIP, entidade que reúne as empresas do setor. “Se o desempenho se confirmar, o crescimento será de 73% sobre o acumulado em 2007, que foi de R$ 9,3 bilhões. No ano passado, o aumento sobre 2006 havia sido ainda maior, de 92%”, confirmou José Pereira Gonçalves.

Segundo Raquel do comercio JACOR Materiais de Construções Limitada os períodos de venda é sazonal, ou seja, os meses de janeiro a março há uma elevação nas vendagens, porém de abril a maio as vendas são quase nulas. Este fato também influencia nos produtos vendidos, geralmente nos primeiros meses do ano, tintas, blocos e areias são os produtos campeãs de vendas. Segundo a proprietária do comércio as estimativas de vendas são as seguintes: “a depender da época vendemos por dia de mil a três mil reais, vária muito. Mas já houve casos de nossos funcionários venderem apenas R$50,00 e até mesmo não venderem nada no dia”.

De acordo com a ABECIP-Ba, além do crescimento nos preços dos materiais de construção civil, o que vem chamando a atenção de quem está construindo ou reformando é o elevado preço da mão-de-obra. Com o recente aumento do salário mínimo conseqüentemente este setor irá exercer uma pressão no preço das obras.

Anúncios
Posted in: TRABALHO