Buscando o saber para ser Deusa

Posted on 03/06/2008 por

1


Adolescente de Canabrava é destaque nos estudos
por Renata Oliveira

Laís Gris acordou com a notícia de que seria entrevistada e se passou quase meia hora até o nosso primeiro encontro. Quando entrei na sua casa, um ambiente arrumado e aconchegante em Canabrava, ela já estava com os seus longos cabelos negros molhados e bem penteados, mas ainda parecia sonolenta. Durante a entrevista, Laís Paulo de Jesus, que prefere ser chamada de Laís Gris, estava sentada ao meu lado e próximos a nós estavam sua tia, Luciene Mattos, e seu primo Lucas – com quem atualmente mora – que sempre acrescentavam algo sobre o que Gris me contava. Quando perguntada sobre o que sua família achava dela, ela passou a fala para a tia que respondeu: “tudo que ela quer consegue e nem precisa estudar muito para isso”.

Laís tem 18 anos e passou a maior parte da sua vida no bairro, com seus pais, tias e avós. “Acho que fui colocada escola muito cedo, com dois anos de idade”, ela conta. Quando sua mãe se separou do seu pai, Laís tinha problemas respiratórios como asma e renite, então ela preferiu morar com sua mãe em Madre de Deus.

“O primeiro prêmio de aluna destaque que eu ganhei, na 4ª série, em Madre de Deus, foi um dos meus maiores incentivos a estudar”, relata Gris. E sua tia acrescenta que ela ganhou esse prêmio por mais três anos consecutivos, nas 5ª, 6ª e 7ª séries.

“Não tive nenhuma influência para estudar dentro da minha casa, o que mais me influenciou foi a música, principalmente Cazuza e Raul seixas, que me estimulou desde cedo a estudar filosofia, como uma curiosidade e até hoje vivo buscando o saber”, ela conta. E não demorei muito para perceber que estava numa casa de músicos.

Quando Laís começou a relatar suas conquistas devido aos estudos, achei que sua lista não acabaria mais. Ela começou com os prêmios de melhor aluna de Madre de Deus, depois ganhou dois concursos de redação, um da Petrobrás e outro da Marinha, depois uma bolsa de um curso de inglês por quatro anos, outra do governo para estudar Ciências sociais numa universidade particular, além de ter passado recentemente em História na UFBA.

E ao falar sobre lazer, ela começou com outra lista surpreendente. Ela dá aula de reforço escolar, capoeira e música a jovens da comunidade, faz aula de teatro por se achar tímida, é ativista em movimentos da comunidade e adora ler. Por ano ela lê mais de 10 livros, e o último lido foi As Veias Abertas da América Latina, de Eduardo Galeano.

Quando cheguei em casa, vi que tinha recebido uma mensagem no e-mail, e ao olhar vi que era Gris, falando que esteve receosa em dizer durante a entrevista, mas o seu maior sonho era estudar muito, principalmente História e um dia de tornar uma Deusa, para enfim poder entrar para a história.

Anúncios
Posted in: EDUCAÇÃO